Autarquia Porto-Santense lança newsletter digital e apresenta programa local dos 600 Anos

A Câmara Municipal do Porto Santo, na senda da procura da informação e transparência, lançou mais um canal regular de informação para todos os cidadãos, a uma nova newsletter digital. Esta primeira edição especial, criada pelo Gabinete de Apoio à Presidência, surge no momento, em que o executivo já tem seis meses de mandato e centra-se de outubro de 2017 a Março de 2018, numa altura em que toda a comunicação do município foi reestruturada.

A newsletter está disponível online.

A publicação de âmbito municipal é agora retomada, após um longo período de ausência, que serviu para repensar a mesma, nomeadamente, na forma e no seu conteúdo.

O atual executivo camarário, liderado por Idalino Vasconcelos, pretende retomar e divulgar este mecanismo, ao público de forma trimestral, agora mais dinâmico e apelativo. A par da Agenda Cultural e Desportiva 2018, em formato digital, esta nova publicação, não acrescentará mais despesa ao erário público e torna-se, desse modo, uma forma muito mais célere de divulgação, através dos mecanismos existentes ao nosso alcance, quer através do site oficial e através das redes sociais.

Esta nova janela de informação surge com a finalidade de divulgar todas a ação da Câmara Municipal para conhecimento de todos os munícipes, priorizando os temas de âmbito local. Julgamos por isso ser uma mais-valia para a nossa ilha.

A autarquia agradece toda a dedicação e competência da equipa responsável pelo desenvolvimento desta iniciativa, bem como a todos os que colaboraram para enriquecer os conteúdos deste projeto, que temos a certeza que crescerá e será uma excelente forma de comunicação, divulgação da ilha do Porto Santo.

Agenda digital do mês de abril de 2018

Em relação à apresentação oficial do Programa dos 600 anos, estamos satisfeitos por ter sido feito, na primeira ilha das descobertas, aqui no Porto Santo. Lembrar e comemorar esta data emblemática, é não só, evocar os feitos dos descobrimentos, como também relembrar 600 anos de resiliência de um povo. Obviamente que é importante fazer uma referência à intervenção do Sr. Presidente da República, professor Marcelo Rebelo de Sousa, figura máxima da nação, que aceitou o convite para a presidência da Comissão de Honra e que é a garantia da notoriedade que irá ultrapassar as fronteiras da nossa ilha e da Região Autónoma da Madeira, bem como ao envio da sua mensagem naquele dia especial.

A apresentação decorreu no Salão Nobre da Câmara Municipal do Porto Santo no dia 3 de abril de 2018

O nosso Município, a par do Governo Regional, irá organizar os seus eventos e já está a

Logótipo institucional

colaborar, desde a primeira hora, com a Comissão Executiva desta Comemoração para garantir que estes 600 anos, com o envolvimento da sociedade civil, façam refletir sobre a nossa História e possam demonstrar às novas gerações o progresso e a esperança.

É um programa para envolver a população no conhecimento e transmissão da sua história e que pretende dinamizar o Património local existente valorizando-o e enriquecendo o legado dos nossos antepassados.

O programa está em aberto, quem quiser apresentar as suas ideias o município está aberto a sugestões. Existem mais atividades projetadas, mas devido à conjuntura atual, não podem ser realizadas todas no mesmo ano.

Objetivos Gerais do programa centram-se nos seguintes aspetos:
– Promover a história e a cultura da Ilha
– Enaltecer o papel do Porto Santo no contexto da Expansão marítima
– Promover o património local
– Envolver as entidades
– Reforçar a agenda cultural do município
– Dinamizar e valorizar a cultura Porto-santense homenageando os nossos antepassados

Os eixos principais do programa local da Comemoração dos 600 anos do descobrimento do Porto Santo norteiam-se pelos seguintes aspectos:

Património Cultural: Valorização do património cultural;

Projetos com a Comunidade: Envolver a comunidade nas atividades transmitindo o legado do passado e vice-versa, chamar os mais idosos a partilharem as suas memórias;

Eventos e Animação: Projetos de animação cultural onde as temáticas da cultura Porto.santense são valorizadas;

Ambiente: Projetos que visam dar a conhecer o Património Natural da Ilha;

Atividades Património Cultural

Rota do património ao centro histórico: Uma vez que este ano se celebra o Ano Europeu do Património Cultural o Município desenvolveu um desdobrável, que será apresentado hoje, que divulga o Património do Centro histórico do Porto Santo

Religião e arte: Roteiro às Igrejas e capelas da Ilha como forma de divulgação do Património Cultural existente em cada uma delas, muitas vezes desconhecido o seu valor histórico por falta de divulgação e valorização

Natal – a festa: Oficinas práticas de transmissão de conhecimentos sobre a gastronomia, os elementos presépio, casa de papel, as flores, as ovelhas

Porto Santo – Memórias de um povo: Exposição de fotografias – recolha junto da população de fotografias alusivas ao modus vivendi no Porto Santo e posteriormente será criado uma coleção de postais que reforçará o espólio documental do município. Pretende-se que com estas ações se recupere memórias que já estejam esquecidas.

Oficinas de artesanato: Abertura ao público de oficinas onde possam aprender a desenvolver artefactos de Canavieira, palmito, e barro. Recuperar e dar asas ao novo tipo de artesanato, o artesanato criativo

Projetos com a comunidade

Vamos abrir o baú: Ciclo de atividades lúdicas para os alunos do 1º ciclo, como forma de valorização e promoção do património do Porto Santo. Já em Maio realizar-se-á a primeira atividade, que apresenta aos alunos o moinho de vento rotativo de madeira, as capelas, o pão caseiro e o trigo.

Os descobrimentos no olhar das crianças: Concurso para os alunos do 4º ano, que já estão sensibilizados para a temática dos descobrimentos, onde através de um desenho será representado o que para eles significa os descobrimentos. Os desenhos serão expostos e avaliados. O desenho vencedor será transformado em puzzle.

Jogos tradicionais do Porto Santo: Atividade lúdica para os alunos do secundário, onde serão desenvolvidos os jogos e as brincadeiras como o a corrida de sacas, jogo da corda, o pião, o tiro ao alvo.

Vida e alma Porto-santense: Pintura de azulejos alusivos ao património e aos descobrimentos junto da comunidade educacional. Estes azulejos serão transformados em um ou mais murais, depende dos trabalhos efetuados em cada núcleo

Animação e cultura:

Tertúlia “porto Santo no feminino”: Tertúlia realizada nas comemorações do dia Internacional da Mulher. Foram convidadas mulheres, de diferentes gerações, e estas falaram sobre as suas vidas e as diferenças. Temática do casamento, dos filhos, da vida de casa.

Marchas de S. João: Grande cartaz do Porto Santo este ano apresenta o tema “Porto Santo – Seis séculos de história. A descoberta, o povoamento, os profetas, Cristóvão Colombo e as formas de sobrevivência são os 5 Momentos da história do Porto Santo retratados no desfile das marchas populares, que este ano junta as crianças aos adultos num só desfile.

Festival de Sabores e tradições: Divulgação e valorização da cultura gastronómica da Ilha. Mostra gastronómica com show cooking.

Foi aqui!: Exibição ao ar livre de filmes onde o cenário escolhido foi a ilha do Porto Santo

Palestras dos 600 anos: Ciclo de Conferências

Comemoração do dia do descobrimento: Este ano com a celebração dos 600 anos do descobrimento, e como os descobrimentos foram, não só, o conquistar novos territórios e a exploração de matérias-primas de outros locais mas também a expansão do Cristianismo, da fé Cristã. Como tal, o município pretende que se celebre uma missa ao ar livre conjugada com outras atividades

Porto Santo Coletive: Exposição conjunta de artistas do Porto Santo onde pode ser expostas desde telas, artesanato, publicações, entre outros.

Homenagem a Francisco Freitas Branco: O município pretende homenagear o escritor e professor que tanto contribuiu para a valorização do nosso património a nível linguístico, com o Porto Santo – registos insulares.

Ambiente

Simpósio Ambiental: No Simpósio Ambiental deste ano propomos-lhe uma viagem na ilha do Porto Santo que começa há cerca de 18 milhões de anos, aquando do início da sua formação geológica, passando pela colonização de espécies de fauna e flora, não esquecendo o contributo do homem em todo o processo de povoamento.

600 anos, 600 árvores: Plantação de 600 árvores e recuperação do seu habitat, neste momento já foram plantadas 599 árvores sendo que a árvore 600 será plantada no dia do descobrimento, dia 1 de Novembro, no momento da celebração dos 600 anos do descobrimento. Será plantado um dragoeiro, planta nativa do Porto Santo, símbolo da cidade.

No final, Idalino Vasconcelos apresentou ainda um desdobrável, com o cunho dos 600

Rota do Património ao Centro Histórico

anos, denominado Rota do Património ao Centro histórico – apresentação do desdobrável.

O Presidente do Município do Porto Santo
José Idalino Vasconcelos
https://cm-portosanto.pt/
http://www.madeira600.pt/