RECUPERAÇÃO E REQUALIFICAÇÃO DE FONTANÁRIOS, MOINHOS DE VENTO E ECOTECA DO PORTO SANTO

Designação do Projeto | Recuperação e Requalificação de Fontanários, Moinhos de Vento e Ecoteca do Porto Santo
Código do Projeto | M1420-05-2014-FEDER-000019
Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos.
Região de intervenção | Porto Santo
Entidade beneficiária | Município do Porto Santo
Data de aprovação | 22-05-2020
Data de início | 05-09-2018
Data de conclusão | 31-05-2021 (sujeito a alteração)
Custo elegível | 340.840,63 €
Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 289.714,54 €
Apoio financeiro público nacional | 51.126,09 €

O Projeto RECUPERAÇÃO E REQUALIFICAÇÃO DE FONTANÁRIOS, MOINHOS DE VENTO E ECOTECA DO PORTO SANTO, cofinanciado pela União Europeia, pretende contribuir para a valorização dos locais a visitar na ilha que reforçam aspetos do nosso património cultural e histórico, que definem a nossa identidade, sendo um dos principais elementos salvaguardar e promover um destino turístico rico e diversificado que pretende cativar visitantes de várias nacionalidades e idades.

Este projeto irá inclusivamente contribuir para a oferta diferenciada em relação à praia, contribuindo para a diminuição da sazonalidade do turismo e para o aumento do tempo de estadia na ilha, o que cria oportunidade ao crescimento económico local.

A recuperação dos moinhos de vento e fontanários do Porto Santo, pretende atrair mais visitantes à ilha criando um roteiro cultural ao qual se associarão eventos diversos, nomeadamente a partir da Ecoteca como centro de interpretação e possibilidade de criação de novos produtos turísticos, que podem ser realizados durante todo o ano e não exclusivamente de julho a setembro.

O projeto permitirá ainda a transmissão de conhecimento relacionado com o património material e imaterial do Porto Santo à comunidade local, principal detentora desta herança cultural e ambiental, através da criação de um centro de interpretação – Ecoteca do Porto Santo. Esta, passará a denominar-se “Casa do Conde – Centro de Interpretação Cultural e Ambiental do Porto Santo” e permitirá estudar, salvaguardar e promover o património cultural e natural da ilha do Porto Santo junto da população residente, mas também daqueles que nos visitam.

Objetivos
Planear a recuperação e requalificação dos imóveis de forma a aumentar o número de locais visitáveis na ilha do Porto Santo com ligação à identidade cultural porto-santense;
Recuperar 3 moinhos de vento, 14 fontanários públicos e a Ecoteca do Porto Santo, desenvolvendo estes espaços à fruição pública e promovendo a sua visitação por parte da comunidade local e visitante;
Conceber uma imagem gráfica do projeto que reflita os seus objetivos;
Estabelecer a ligação entre a Ecoteca do Porto Santo e os restantes elementos do património material e imaterial da ilha, nos quais se incluem obviamente os fontanários e moinhos de vento, como local privilegiado de promoção do conhecimento da cultura e património natural porto-santense;
Complementar a oferta turística local, através da criação de novos produtos turísticos (ex: rotas temáticas) em parceria com entidades públicas e privadas de forma a promover a visitação dos espaços a intervir, complementando-os com outros valores do património.

Figura 1- Moinhos localizados no Sítio do Campo de Cima. Coleção Arquivo Regional da Madeira.
Figura 2- Moinho de Vento rotativo de madeira. Fotografia Museu Vicentes.
Figura 3- Fontanário da Fontinha, década de 1920. Fotografia publicada na página “Porto Santo Antigamente”.
Figura 4- Fontanário do Espírito Santo. Fotografia publicada na página “Porto Santo Antigamente”.
Figura 5- Sala de exposições e zona de receção da Ecoteca após a recuperação.
Porto Santo, PT
nuvens quebradas
21.2 ° C
22 °
21.2 °
73%
4.6kmh
75%
Qui
21 °
Sex
21 °
Sáb
21 °
Dom
21 °
Seg
22 °