Intervenção na Sessão Solene do Dia da Cidade

(referência ao protocolo)

Permitam-me que inicie esta minha curta intervenção, com uma saudação especial, neste dia da cidade, aos porto-santenses, a todos aqueles que viveram nesta ilha, bem como a todos os presentes, destacando a presença de Sua exa. o Presidente do Governo Regional da Madeira. Bem hajam,

08É reconhecido por todos, que o Porto Santo foi o primeiro descobrimento português, mas, no entanto, muitas vezes esquecido, ao longo de toda a sua História.

Devemos lembrar, a todos, que este ponto no Atlântico foi fundamental nos Descobrimentos Marítimos Portugueses e marcou a epopeia Portuguesa ficando ligado às mais notáveis conquistas da nossa História.

Por isso, volto a referir que esta ilha merece toda a consideração e o respeito das instituições nacionais e regionais, PORQUE AQUI TAMBÉM É UM PEDAÇO DE PORTUGAL.

Este ano de 2018, o Porto Santo comemora SEIS SÉCULOS DE HISTÓRIA, e na data de hoje também se assinala o vigésimo segundo aniversário da elevação da Vila Baleira à categoria de cidade. Antes, a Carta de Doação do Porto Santo, concedida a Bartolomeu Perestrelo, remonta ao longínquo ano de 1446 e a elevação a concelho em 1835, foram marcos importantes da nossa identidade histórica e cultural.

A resiliência de um povo, que passou por grandes privações, também tem os seus limites e estaremos por cá para mostrar a todos que estamos cá para trabalhar. Temos uma orientação, um guião que é o nosso modus operandi.
Minhas senhoras e meus senhores

Estar no Executivo de uma Autarquia é um ato nobre, de missão e não de ambição pessoal.

Importa ainda referir que nestes nove meses deste mandato estamos totalmente empenhados para resolver urgentemente e chegar a acordos com o intuito de resolver diversas ações judiciais e compromissos não assumidos, do passado.

Temos a absoluta certeza que iremos ultrapassar todas essas dificuldades, mesmo contra a vontade de muitos. Vamos criar folga para investir e incrementar as condições de vida da população, bem como melhor do destino turístico do Porto Santo.

Já transmiti à população, na sessão solene do dia do Concelho, todos os pontos que estamos focados para o futuro, desde a ESTRADA DA CAMACHA, a requalificação do cruzamento e da PRAÇA DE TÁXIS DO CENTRO DA CIDADE, nos passeios desde o Dragoal até à Estrada da Camacha, o CAMINHO AGRÍCOLA DAS AREIAS, que ligará o sítio da Camacha ao Campo de Cima.

Ao longo destes meses de governação, tivemos uma boa relação de cooperação institucional e apoio do GOVERNO REGIONAL e gostava de transmitir ao Sr. Presidente, que o Porto Santo também precisa do seu Governo, todos os meses do ano. Obrigado, Sr. Presidente do Governo.

No que diz respeito à sustentabilidade do Porto Santo, gostava que referir a importância da candidatura do Porto Santo a Reserva da Biosfera, pois uma DISTINÇÃO E INTEGRAÇÃO NA REDE MUNDIAL DE RESERVAS DE BIOSFERA POR PARTE DA UNESCO será fundamental para o nosso destino turístico.

Em relação ao projeto “Porto Santo Sustentável” em boa hora, o Governo Regional, decidiu promover este desígnio, que conta com o apoio incondicional do Município do Porto Santo. Vamos caminhar em direção a uma ilha verde.

Por último, agradeço ao Grémio Literário da Madeira, por ter-se associado às Comemorações do dia da Cidade e ao professor Vítor Manuel Adrião, pela palestra sobre Cristóvão Colombo e a sua relação com a ilha do Porto Santo.

Viva a cidade do Porto Santo, viva a ilha do Porto Santo.

Termino, grato a todos pela V. presença